domingo, 27 de outubro de 2013

Experiências de Ciências para Crianças



 BOLA DE PAPEL QUE NÃO SE MOLHA




Você vai precisar de:
Um lenço de papel
Um copo
Fita adesiva
Uma bacia com água




Como fazer a experiência:
Faça uma bolinha com o lenço de papel e coloque-a dentro do copo, prendendo no fundo com a ajuda da fita adesiva. Preste atenção para que o papel fique bem preso.

Vire o copo de cabeça para baixo e mergulhe-o na bacia com água, sem incliná-lo.


O que acontece?
A água não entra no copo porque ele está cheio de ar.
Se você inclinar um pouco o copo, verá as bolinhas de ar saindo e a água da bacia entrando no copo. E aí, sim, sua bolinha vai se molhar!



Brincando na Lua

 

Você precisa de...
farinha de trigo
purpurina prateada
bacia rasa pequena
bolinhas de gude



1- Coloque um pouco de farinha e de purpurina na bacia e misture bem. Não é preciso encher todo o recipiente.
2- Agite a mistura, dando pequenos toques nas bordas da bacia, para deixar a superfície bem lisa.
3- Coloque a bacia no chão e jogue as bolinhas de gude.
4- Depois, com cuidado, retire todas as bolinhas.

 

  Cadê a água?



Você vai precisar de:

2 potes de vidro

Giz

Papel-alumínio

    Como fazer a experiência:

    Coloque água até a metade dos potes e marque o nível.

    Cubra um deles com papel-alumínio e deixe os dois em um lugar em que bata Sol, mas seja protegido da chuva, por cinco dias.

    No fim destes cinco dias, compare o nível de água nos dois potes de vidro. E você terá uma surpresa!


    O que acontece?
    No fim dos cinco dias, o pote coberto tem mais água do que o pote que ficou sem o papel alumínio.
    O calor faz evaporar a água dos dois recipientes, mas o papel-alumínio impede o vapor de escapar. Aí ele se condensa e volta ao estado líquido.
    Já com o pote descoberto acontece o mesmo que com as poças nas ruas: o calor faz com que a água evapore. Legal, não é?





    Experiência científica: faça uma chuva artificial usando gelo e um copo de água quente!



    Você vai precisar de:

    1 pote transparente com água quente

    1 prato

    Gelo


    Como fazer a experiência:

    Com o prato, cubra o pote com água quente e espere alguns segundos.

    Depois, coloque os cubos de gelo em cima do prato. Repare nas pequenas gotas que vão parecer dentro do pote.

    Pronto! Você acabou de criar uma chuva artificial!


    O que acontece?
    Em contato com a superfície fria, o vapor se condensa e formam-se gotas de água na superfície do copo.
    Isso também acontece quando a água evapora com o calor: o vapor sobe e encontra o ar frio, se condensa e cai como chuva.


    Você sabia que...
    ...Povos antigos acreditavam que tudo era formado a partir dos elementos: água, terra, fogo e ar? Hoje sabemos que a natureza é formada pela combinação de diferentes partículas, chamadas átomos.




     Sopro Mágico



    Você vai precisar de:

    1 garrafa pet pequena vazia

    1 bexiga

    1 recipiente de vidro


    Como fazer a experiência:
    Encaixe a bexiga na boca da garrafa e peça a um adulto que esquente água no recipiente de vidro. Coloque a garrafa no recipiente e veja que a bexiga vai ficar cheia.


    O que acontece?
    O ar dentro da garrafa esquenta por causa da água quente e se expande, ocupando o balão.

    domingo, 6 de outubro de 2013

    DIA DO PROFESSOR




    Datas Comemorativas

    Galera , como o ano passado foi intenso no que se refere ao blog , hoje posso dizer que posso oferecer suporte em todas as datas comemorativas do ano , por isso segue calendário e link pra vocês apreciarem e aproveitarem muito, lembrando que  sempre que possível colocarei novidades . Beijocas :


    FEVEREIRO 
    14-dia da Amizade
    21-Carnaval

    Março
    8-Dia Internacional da Mulher
    14-Dia dos Animai
    15-Dia da Escola
    22-Dia Mundial da Água
    27-Dia do Circo

    Abril
    2-Dia do Livro Infantil
    18-Dia Nacional do Livro Infantil
    19-Dia do Índio
    21-Tiradentes
    22-Descobrimento do Brasil

    Maio
    1-Dia do Trabalho
    13-Dia das Mães

    Junho
    1-Semana Mundial do Meio Ambiente
    5-Dia da Ecologia
       Dia Mundial do Meio Ambiente

    Agosto
    11-Dia do Estudante
    22-Dia do Supervisor
          Dia do Folclore
    25-Dia do Soldado

    Setembro
    1-Semana da Pátria
    7-Independência do Brasil
    21-Dia da Árvore
    23-Primavera
    25-Dia do Trânsito

    Outubro
    4-Dia Mundial dos Animais
    12-Dia das Crianças
          Dia do Professor

    Novembro
    12-Dia do Diretor
    15-dia da Proclamação da República

    Dezembro

    sábado, 7 de setembro de 2013

    ♥Jogos Matemáticos...♥



                   Atividade realizada no 3ºano do Colégio Autêntico - Professora:Fernanda Melo

    Ensinar matemática é desenvolver o raciocínio lógico, estimular o pensamento independente, a criatividade e a capacidade de resolver problemas. Nós como educadores, devemos procurar alternativas para aumentar a motivação para a aprendizagem, desenvolver a autoconfiança, a organização, concentração, atenção, raciocínio lógico-dedutivo e o senso cooperativo, estimulando a socialização e aumentando as interações do indivíduo com outras pessoas. 
    Os jogos, se convenientemente planejados, são um recurso pedagógico eficaz para a construção do conhecimento matemático.
    O uso de jogos no ensino da Matemática tem o objetivode fazer com que os estudantes gostem de aprender essa disciplina, mudando a rotina da classe e despertando o interesse do estudante. A aprendizagem por meio de jogos, como dominó, palavras cruzadas, memória e outros permite que o estudante faça da aprendizagem um processo interessante e até divertido. Para isso, eles devem ser utilizados ocasionalmente para sanar as lacunas que se produzem na atividade escolar diária. Neste sentido verificamos que há três aspectos que por si só justificam a incorporação do jogo nas aulas. São estes: o caráter lúdico, o desenvolvimento de técnicas intelectuais e a formação de relações sociais.
     
    Jogar não é estudar nem trabalhar, porque jogando, o aluno aprende, sobretudo, a conhecer e compreender o mundo social que o rodeia (Moura, 1996).

    1. Barata Assustada 

     Conteúdo: espaço e forma - direção e sentido. 
     Regras: Os participantes se organizam em círculo. Um deles recebe uma boa. Ao sinal, a bola deve ser passada rapidamente para o participante mais próximo, um por um. Quem estiver no comando bate palamas. Então o jogador de posse da bola deve inverter imediatamente o sentido. Se não prestar atenção ou não escutar o sinal e continuar passando a bola no mesmo sentido, sairá do jogo. 
     Objetivo: permanecer no jogo até restarem somente dois participantes.
    2. Elefantinho Colorido 

     Conteúdo: correspondência. 
    Regras: Um dos participantes é escolhido para dizer: "efefantinho colorido!". Os outros perguntam: "de que cor?". Então ele escolhe uma cor e fala rapidamente. Os jogadores precisam correr e tocar em alguma coisa da cor escolhida. 
     Objetivo: Encontrar mais vezes as cores pedidas.
    3. Travessia da floresta 

    Conteúdo: Espaço e forma - dentro e fora. 
     Regras: desenhar no chão um retângulo grande (será a floresta). Dentro ficam 3 participantes, os pegadores. Os outros ficam fora. Ao sinal, os jogadores que estão fora do retângulo tentam atravessá-lo sem serem pegos. Quem for pego, passa a ser mais um pegador. 
    Objetivo: não ser pego até o final da partida.4. Acorda, senhor urso! 
     Conteúdo: números - muito e pouco 
     Regras: O urso (uma criança) está dormindo e uns amigos vão acordá-lo, dizendo: "acorda, senhor urso!" Ele leva um susto tão grande, que sai correndo atrás de quem o acordou. Se o participante for pego, ficará preso na toca do urso. 
     Objetivo: contar quantos participantes o urso consguiu prender em sua toca.
    5. Fogo na fruta  

     Conteúdo: números - contagem 
    Regras: O participante escolhido deve pensar em uma fruta e anunciar suas características de acordo com a cor e forma. Os outros vão dizendo nomes de frutas. Quando alguém acertar o nome da fruta, o participante deverá gritar: "fogo na fruta!". Então, quem tiver acertado a fruta conta até dez e sai correndo para pegar os outros jogadores. 
     Objetivo: não ser pego.

    6. Jogo das contas 

     Conteúdo: grandezas e medidas - tempo 
    Regras: cada participante recebe um pedaço de barbante e um punhado de macarrão (aquele que tem um furo no meio). Ao sinal, os jogadores terão um minuto para colocar as "contas" no barbante. 
     Objetivo: Encaixar o maior número de contas no barbante.
    Essas sugestões foram retiradas do livro Brincar, jogar, cantar e contar de Theodora Maria Mendes de Almeida (org), editora Caramelo. Esse livro tem cerca de 77 jogos para crianças (Educação Infantil e Séries Iniciais) com conteúdos a serem explorados na Matemática/Baú de Idéias.Ivanise Mayer

    "Outro motivo para a introdução de jogos nas aulas de matemática é a possibilidade de  diminuir bloqueios apresentados por muitos de nossos alunos que temem a Matemática e sentem-se incapacitados para aprendê-la. Dentro da situação de jogo, onde é impossível uma atitude passiva e a motivação é grande, notamos que, ao mesmo tempo em que estes alunos falam Matemática, apresentam também um melhor desempenho e atitudes mais positivas frente a seus processos de aprendizagem.'' 

    (Borin,1996,9)

    FONTE:  http://acaixamagicadosaber.blogspot.com.br/2009/10/jogos-matematicos.html

    segunda-feira, 29 de julho de 2013

    Como Fazer Caixas Decorativas


    Com papel holler você pode montar sua caixa seguindo as proporções que melhor forem convenientes para o tipo de uso, ou se preferir, pode comprar sua caixa ainda “crua” e pronta. O segundo passo é forrar internamente, tomando o cuidado de deixar sempre o tecido bem liso, sem rugas. Depois, para forrar externamente, separe os seguintes materiais:
    • Papel holler
    • Papel cartão
    • Tecido 100% algodão (Center Fabril)
    • Cola branca
    • Fita crepe
    • Pincel e rolinho de espuma (para aplicar a cola)
    • Estilete (para cortar os papéis)
    • Tesoura ou cortador circular (para cortar o tecido)


    Este é o molde que deve ser desenhado e recortado. Uma vez feito isso, comece a colar a fita crepe, reforçando sempre com cola.


    Corte o tecido que será utilizado para fazer a forração interna, respeitando as medidas da caixa e cortanto o fundo do tamanho exato desta, fixando depois com cola.



    Com o pincel, espalhe a cola no tecido e cole-o, aos poucos, evitando bolhas e espaços sem cola.


    Fixe todas as partes cortadas do tecido na caixa, sempre respeitando a borda.

    Trabalhando com Texto em Sala

    Objetivo: Trabalhar a auto-crítica com alunos em vários níveis, levando-os a se perceberem como parte que influencia a sociedade com o que são.

    Dinâmica: Antes de trabalhar esse texto, poderá ser aplicada a Dinâmica do Espelho. Que consiste em distribuir espelhos para os participantes e pedir que por um momento analisem sua imagem e se questionem sobre qual a imagem eles transmitem para a sociedade (amigos, família, escola etc.) – positiva ou negativa. Boas ações, comportamento etc. Após um momento de discussão, introduzir o seguinte texto.





    O caso do Espelho

    Era um homem que não sabia quase nada. Morava longe, numa casinha de sapé esquecida nos cafundós da mata. Um dia, precisando ir à cidade, passou em frente a uma loja e viu um espelho pendurado do lado de fora. O homem abriu a boca. Apertou os olhos. Depois gritou, com o espelho nas mãos: - Mas o que é que o retrato de meu pai está fazendo aqui?
    - Isso é um espelho - explicou o dono da loja.
    - Não sei se é espelho ou se não é, só sei que é o retrato do meu pai.
    Os olhos do homem ficaram molhados.
    - O senhor... conheceu meu pai? - perguntou ele ao comerciante.
    O dono da loja sorriu. Explicou de novo. Aquilo era só um espelho comum, desses de vidro e moldura de madeira.
    - É não! - respondeu o outro. - Isso é o retrato do meu pai. É ele sim! Olha o rosto dele. Olha a testa. E o cabelo? E o nariz? E aquele sorriso meio sem jeito?
    O homem quis saber o preço. O comerciante sacudiu os ombros e vendeu o espelho, baratinho. Naquele dia, o homem que não sabia quase nada entrou em casa todo contente. Guardou, cuidadoso, o espelho embrulhado na gaveta da penteadeira. A mulher ficou só olhando.

    No outro dia, esperou o marido sair para trabalhar e correu para o quarto. Abrindo a gaveta da penteadeira, desembrulhou o espelho, olhou e deu um passo atrás. Fez o sinal da cruz tapando a boca com as mãos. Em seguida, guardou o espelho na gaveta e saiu chorando.
    - Ah, meu Deus! — gritava ela desnorteada. - É o retrato de outra mulher! Meu marido não gosta mais de mim! A outra é linda demais! Que olhos bonitos! Que cabeleira solta! Que pele macia! A diaba é mil vezes mais bonita e mais moça do que eu!
    - Quando o homem voltou, no fim do dia, achou a casa toda desarrumada. A mulher, chorando sentada no chão, não tinha feito nem a comida.
    - Que foi isso, mulher?
    - Ah, seu traidor de uma figa! Quem é aquela jararaca lá no retrato?
    - Que retrato? - perguntou o marido, surpreso.
    - Aquele mesmo que você escondeu na gaveta da penteadeira!
    O homem não estava entendendo nada.
    - Mas aquilo é o retrato do meu pai!
    Indignada, a mulher colocou as mãos no peito: - Cachorro sem-vergonha, miserável! Pensa que eu não sei a diferença entre um velho lazarento e uma jabiraca safada e horrorosa?
    A discussão fervia feito água na chaleira.
    - Velho lazarento coisa nenhuma! - gritou o homem, ofendido.

    A mãe da moça morava perto, escutou a gritaria e veio ver o que estava acontecendo. Encontrou a filha chorando feito criança que se perdeu e não consegue mais voltar pra casa.
    - Que é isso, menina?
    - Aquele cafajeste arranjou outra!
    - Ela ficou maluca - berrou o homem, de cara amarrada.
    - Ontem eu vi ele escondendo um pacote na gaveta lá do quarto, mãe! Hoje, depois que ele saiu, fui ver o que era. Tá lá! É o retrato de outra mulher!
    A boa senhora resolveu, ela mesma, verificar o tal retrato. Entrando no quarto, abriu a gaveta, desembrulhou o pacote e espiou. Arregalou os olhos. Olhou de novo. Soltou uma sonora gargalhada.
    - Só se for o retrato da bisavó dele! A tal fulana é a coisa mais enrugada, feia, velha, cacarenta, murcha, arruinada, desengonçada, capenga, careca, caduca, torta e desdentada que eu já vi até hoje!
    E completou, feliz, abraçando a filha: - Fica tranqüila. A bruaca do retrato já está com os dois pés na cova!

    (Versão de conto popular de origem chinesa, por Ricardo Azevedo).

    Enfeite para a porta da sala de aula feito com giz de cera colorido!

    Achei lindo, lindíssimo esse enfeite para a porta da sala de aula! Então, ao invés de jogar fora todo aquele giz de cera de má qualidade que guardamos, mãos a obra! Que tal transformá-los num lindo enfeite e alegrar o ambiente?


    Fonte: Cailino


    Você pode colar o giz de cera colorido sobre um pratinho de papelão ou mesmo um círculo recortado no papelão. Utilize um prato, por exemplo, para medir e riscar.

    LinkWithin

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    LinkWithin

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...